Alejandro Tulio Totto como Príncipe Igor - "Danças polovtsianas do Príncipe Igor"

Alejandro Tulio Totto como Príncipe Igor

Danças polovtsianas do Príncipe Igor
(Michel Fokine)
 
Teatro Colón

foto: Arnaldo Colombaroli

Alejandro Tulio Totto

Ex-primeiro bailarino do Teatro Colón de Buenos Aires, Argentina

Ballet

Forma-se no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón, onde seus principais mestres são Rodolfo Dantón, Carlos Fabris, Beatriz Ferrari, Gloria Kazda, Ana Marini, María Ruanova, Jorge Tomin e Wasil Tupin.

Em 1971 entra por concurso para o Ballet Estável do mesmo teatro.

Em 1977, após outro rigoroso concurso, ascende à categoria de primeiro bailarino, cargo que desempenha até o final de sua carreira.

É convidado pelo coreógrafo George Skibine a estudar, e posteriormente a trabalhar na sua companhia, Dallas Civic Ballet, dos Estados Unidos, onde dança Ponto e contraponto e é o partenaire da primeira bailarina Marjorie Tallchieff, com quem dança Idílio e O pássaro de fogo.

Mora temporariamente na cidade de Nova Iorque, estudando com o mestre Héctor Zaraspe, na Juilliard School.

Quando volta reincorpora-se ao Ballet Estável do Teatro Colón, e participa na viagem oficial latinoamericana, atuando no Brasil, Peru, México, Venezuela, Santo Domingo e nas ilhas do Caribe.

Paralelamente a esta atividade, atúa como primeiro bailarino convidado no Ballet de Câmara Argentino, dirigido pelo mestre Néstor Roygt, grupo galardoado com o premio Estrela-do-Mar.

No Paraguai dança, com Nidya Neumayer, A bela adormecida, Giselle, Carmen e Coppelia.

É integrante do Buenos Aires Festival Ballet, dirigido por Olga Ferri, de quem tambem é o partenaire.

Integra as companhias de ballet de Liliana Belfiore e de Guillermina Tarsi.

Dança Ruínas circulares, do coreógrafo Mauricio Wainrot.

Dirige e dança no Ballet Bagley, com o que realiza mais de cinquenta apresentações.

Em 2005 é premiado pelo Conselho Argentino da Dança pela sua trajetória artística.

Tango

Estuda tango con seu mestre, Antonio Todaro.

É bailarino no espetáculo de tango do bandônionista Osvaldo Piro, em San Telmo Tango.

Também dança no espetáculo de tango do cantor Jorge Sobral, na sua viagem pelas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, Brasil.

Integra a companhia Forever Tango, na sua viagem pelos Estados Unidos e Inglaterra.

Repertório de ballet no Teatro Colón

Sua condição nata de bailarino de demi caractère permite-lhe, no Teatro Colón, interpretar exitosamente um amplio repertório.

É dirigido por destacados mestres e coreógrafos nacionais e internacionais, entre os que podem ser citados:

  • Peter Anastos
  • Rodolfo Andrade
  • Oscar Araiz
  • Santiago Ayala, "El Chúcaro"
  • Liliana Belfiore
  • Vittorio Biaggi
  • Todd Bolender
  • Didí Carli
  • Jack Carter
  • John Clifford
  • Flemming Flindt
  • Yvonne Georgi
  • Dora Kriner
  • Atilio Labis
  • Pierre Lacotte
  • Vassili Lambrinos
  • Amalia Lozano
  • Gustavo Mollajoli
  • Patricia Neary
  • Vicente Nebrada
  • Rudolf Nureyev
  • Alexander Plissetsky
  • Zarko Prebil
  • Néstor Roygt
  • Antonio Truyol

Compartilha honras de reparto com as seguintes estrelas e primeiros bailarinos, nacionais e internacionais:

  • Liliana Belfiore
  • Anatoli Berdichev
  • Eva Evdokimova
  • Olga Ferri
  • Carla Fracci
  • Viacheslav Gordeiev
  • Violeta Janeiro
  • Alexander Lavreniuk
  • Ekaterina Maximova
  • Nidya Neumayer
  • Nadezhda Pavlova
  • Maia Plissetskaia
  • Sergei Radchenko
  • Ludmila Semeniaka
  • Mariana Sedova
  • Vladimir Vassiliev

Entre os ballets que protagoniza, figuram:

  • A Buenos Aires (Gustavo Mollajoli), pas de deux
  • A cativa (Néstor Roygt), rol principal
  • A lição (Flemming Flindt), rol principal
  • A máscara e o rosto (Dora Kriner), solista
  • A sonâmbula (Dora Kriner), solista
  • A verdade (Kenneth Mac Millan / remontagem: Didí Carli), rol principal
  • As bodas (George Skibine, remontagem: Alexander Plissetsky, música: Igor Stravinsky), rol principal junto a Mariana Sedova
  • As quatro estações (Liliana Belfiore), rol principal
  • Baile dos Graduados (David Lichine), pas de deux "La Sylphide"
  • Beat Suite (Oscar Araiz), solista
  • Bolero (Maurice Béjart, remontagem: Alexander Plissetsky), solista principal junto a Maia Plissetskaia, Anatoli Berdichev, Alexander Lavreniuk e Sergei Radchenko
  • Carmen (Alberto Alonso, remontagem: Alexander Plissetsky), rol: O Toureiro
  • Carmina Burana (Yvonne Georgi), solista
  • Concerto (Kenneth Mac Millan / remontagem: Didí Carli), pas de deux
  • Concerto serenade (John Clifford), solista
  • Constância (William Dollar), rol principal junto a Olga Ferri
  • Danças polovtsianas do Príncipe Igor (Michel Fokine), rol principal
  • Daphnis et Chloë (Amalia Lozano), rol: O Pirata
  • Dupla colcheia (Vicente Nebrada), solista
  • Dom Quixote (Marius Petipa), pas de deux
  • Dom Quixote (Zarko Prebil), solista principal junto a Vladimir Vassiliev, Ekaterina Maximova, Viacheslav Gordeiev e Nadezhda Pavlova
  • Encontros românticos (John Clifford), rol principal
  • Entre tangos e milongas (Gustavo Mollajoli), solista
  • Espartaco (Atilio Labis), róis: Espartaco, Crisius
  • Fantasia (John Clifford), rol principal
  • Giselle (Alicia Alonso), róis: Albrecht, Hilarion
  • Hallewyn (Antonio Truyol), rol: Wolventand
  • Interplay (Vassili Lambrinos), rol principal
  • Juan de Zarissa (Tatiana Gsovsky), rol principal junto a Olga Ferri
  • La valse (Todd Bolender), solista
  • O cisne negro (Marius Petipa), pas de deux
  • O combate (William Dollar), rol principal
  • O lago dos cisnes (Marius Petipa - Lev Ivanov), rol: Sigfrido
  • O mandarim maravilhoso (Flemming Flindt), rol principal, pelo que recebe o prémio da revista Dar
  • O menino bruxo (Jack Carter), rol: O Predicador
  • O pássaro de fogo (George Skibine, música: Igor Stravinsky), rol principal
  • O prisioneiro do Cáucaso (George Skibine), seu primeiro rol principal em 1972
  • O quebra-nozes (Zarko Prebil), solista
  • Os prelúdios (Oscar Araiz), solista
  • Os quatro temperamentos (George Balanchine, remontagem: Patricia Neary), solista
  • Pentimento (Vicente Nebrada), solista
  • Pericón nacional (Santiago Ayala, "El Chúcaro"), solista
  • Pulsações (Vittorio Biaggi), solista
  • Ravel concerto (Peter Anastos), solista
  • Raymonda (Marius Petipa, remontagem: Alexander Plissetsky), solista
  • Romeu e Julieta (George Skibine), rol: Teobaldo
  • Rythmetron (Arthur Mitchell, remontagem: Gustavo Mollajoli), solista
  • Serenade (George Balanchine), solista
  • Sétima sinfonia (Vittorio Biaggi), solista
  • Spiritu tuo (Antonio Truyol), solista
  • Shukumei (Jack Carter), rol principal junto a Violeta Janeiro
  • Suite en blanc (Serge Lifar), pas de deux
  • Valses nobles et sentimentales (Todd Bolender), solista